O curso de educação à distância "Governança e desenvolvimento de grupos dirigentes de organizações da sociedade civil” teve início em 14 de outubro, coordenado pelo consultor Antonio Luiz de Paula e Silva. A iniciativa é a primeira experiência do programa de Formação Web do Instituto Fonte. A turma já está completa, mas você pode participar fazendo doações para a causa. Doe conhecimento de presente!

 

 

 

Participar de um conselho ou diretoria de uma organização da sociedade civil é uma forma de mudar a governança em toda a sociedade.

Mas para isso é preciso muito preparo.

 

PROPÓSITO

Favorecer a construção de uma governança saudável nas iniciativas da sociedade civil organizada e facilitar com que os envolvidos:

  • ->Construam um entendimento próprio do que é governança e sua relevância;
  • ->Ampliem sua compreensão sobre o papel dos grupos dirigentes na governança institucional;
  • ->Encontrem caminhos para fomentar o desenvolvimento destes grupos, suas organizações e comunidades;
  • ->Potencializem sua própria atuação em prol do desenvolvimento social.

 

CONTEXTO

O conceito de governança é recente na sociedade brasileira, mas vivenciado intensamente por conta de fenômenos como mensalão, CPIs e manifestações públicas simultâneas em diversos locais do país.

  • ->O fortalecimento das redes sociais facilita muito a expressão e a articulação em diferentes grupos sociais.
  • ->Desenvolveram-se muitos mecanismos de ouvir a opinião de pessoas e grupos ligados às diversas instituições.
  • ->Predomina, entretanto, uma cultura presidencialista, patronal, assistencialista e politiqueira, pouco capaz de transformar essas oportunidades em desenvolvimento.

 

No 'Terceiro Setor', a formação dos dirigentes começa a incorporar princípios de administração e é grande o interesse por uma atuação que tenha efeito estrutural.

  • ->A emergência das ONGs e das OSCIPs sugere que consolidam-se espaços privados de engajamento social.
  • ->Muitos conselhos municipais estão institucionalizados, mas permanecem dependentes e submissos a poucos interessados.
  • ->Fundações e institutos empresarias em sua maioria repetem práticas privadas de governança desenhadas para manter controle e não promover desenvolvimento.

 

CONTEÚDO

O curso será construído ao redor de cinco questões:

  • 1) O que é governança?

Nesta seção, você pode revisar o conceito de governança, conhecer uma ferramenta para ajudar na sua gestão e averiguar a relação entre governança e mobilização de recursos.

  • 2) O que esperar dos dirigentes?

Nesta seção você é convidado a explorar o papel dos grupos dirigentes na governança das OSCs, rever o seu entendimento do que é um conselho e desenvolver subsídios para avaliar quantos grupos dirigentes são necessários para uma organização.

  • 3) O que é um bom grupo dirigente?

Para formar um grupo dirigente, basta a reunião de algumas pessoas, o que se pode dar de forma natural. Formar um bom grupo dirigente, por outro lado, não é natural, pela própria dinâmica da governança, cheia de paradoxos. Ao fim desta seção você poderá ter uma boa ideia formada do que é um bom grupo dirigente e saberá como trabalhar para construí-lo.

  • 4) Como fazer diferença num grupo dirigente?

Esta seção deve dar condições para você rever a sua própria atuação num grupo dirigente e ajudar outros nesse papel. Um indivíduo atuando de modo consciente pode fazer muita diferença e inspirar seus pares no desenvolvimento de uma prática madura de governança.

  • 5) O que fazer quando...?

Aqui você irá conversar sobre algumas situações reais e aprofundar as ideias tratadas anteriormente.

Além de participar da discussão dos casos, cada participante deverá apresentar um trabalho escrito, baseado numa situação real que conhece bem. Esse trabalho servirá de base para "consolidar" a conversa.


DIDÁTICA

Neste (per)curso, assume-se que cada participante é responsável pela sua própria aprendizagem.

  • ->O conteúdo do curso será tanto mais rico quanto mais exigentes os participantes forem.
  • ->Cada pessoa terá oportunidade de examinar o trabalho das outras: todas serão tratadas como mestres e aprendizes.
  • ->O percurso de aprendizagem deve ser harmônico com o dia a dia: cada pessoa deve ditar o seu ritmo. Estima-se que o curso todo demandará um investimento de 20 horas de cada participante.
  • ->Tornar o aprendizado prático depende de sua contextualização: os participantes serão encorajados a explorar e agregar histórias reais constantemente.
  • ->A avaliação será usada para favorecer a aprendizagem: reconhecer avanços, refletir sobre diferentes ideias e interagir criativamente com outras pessoas.
  • ->Pessoas diferentes aprendem de diferentes maneiras: usar-se-á diferentes linguagens no percurso, evitando depender demasiadamente da leitura e escrita.
  • ->O certificado será um reconhecimento pelo esforço de aprender e promover a aprendizagem.

 

TECNOLOGIA

O curso será 100% à distância, utilizando a plataforma Moodle disponível em http://formacao.institutofonte.org.br.

  • ->O curso começa no dia 14 de outubro e vai até o dia 15 de dezembro de 2013, com controle automático do sistema.
  • ->O sistema fará o registro das atividades de cada participante, para ajudá-lo a se organizar.
  • ->Serão utilizados fóruns, textos online, planilhas, filmes e videoaulas, com acompanhamento permanente do coordenador do curso.

 

INSCRIÇÕES

O investimento por participante é de R$ 125,00 (em caso de desistência, esse valor não será devolvido).

A turma já está completa. Inscrições esgotadas.

 

Aceitamos doações para essa iniciativa! Conheça a nossa campanha de arrecadação de recursos.

Agradecemos muito a quem JÁ nos apoiou:


 

 

Carina Leandro (São Paulo, SP)
Rodrigo Guimarães (Bauru, SP)
Rose Silva (Bauru, SP)
Sebastião Guerra (Nova Friburgo, RJ)

 

Leia esse artigo preparatório sobre o tema da governança, escrito por Antonio Luiz em outubro de 2013.

 

COORDENAÇÃO

Antonio de Luiz de Paula e Silva é mestre em Administração de Empresas pela FEA-USP (2001) e engenheiro agrônomo pela ESALQ-USP (1985). Fellow da Ashoka Empreendedores Sociais (1998). Desde 1989, trabalha no apoio ao desenvolvimento de iniciativas sociais. Associado do Instituto Fonte, atua como facilitador, coach e educador. Contato: antonio@institutofonte.org.br